Educadora Maria Tereza de Lima

Maria Teresa de Lima

Graduada em Biblioteconomia (FESPSP), Licenciada em Pedagogia (Teresa Martin), Psicopedagogia, com formação em Terapias Holísticas, tem a Educação no coração. Atuou como bibliotecária nos setores, privado, e público/comunitário; como educadora-alfabetizadora na Rede Pública Estadual de Ensino Fund. I. Idealizadora do Projeto Reler; Autora do Livro Pequenas História Rimadas dos Animais – um livro para crianças de todas as idades. Como Terapeuta Transpessoal, tem ajudado muitas pessoas a se autoconhecerem, encontrarem respostas para os seus problemas, dentro de si mesmas. Fortalecer autoestima, autoconfiança, aprender a se autorespeitar, autoamar, ressignificar suas crenças limitantes, acessar o potencial infinito, inerente a todos os seres humanos. Como mediadora na promoção da leitura e escrita, tem ajudado muitas crianças, jovens, e adultos, a despertarem o gosto pela leitura e escrita, utilizando-se de uma metodologia de ensino e aprendizagem alinhada aos princípios de sustentabilidade, e uma comunicação embasada pelos pressupostos da PNL, levando os educandos a identificar o seu poder criador e transformador, fortalecer e desenvolver autoestima, autoconfiança, autonomia, comprometimento, responsabilidade, solidariedade, e empatia. Valores importantes e necessários à valorização e preservação da vida. A partir da leitura que eles fazem de si, do outro, e do Planeta. De forma que o respeito seja um lugar-comum no processo de cada um, e a responsabilidade, solidariedade, compaixão, e empatia se tornem valores e estejam sempre presentes nas interações sociais, no cotidiano. A dedicação, comprometimento, satisfação e contentamento de Tereza em ajudar as pessoas, de ver grandes mudanças no comportamento dos seus educandos, não para por aqui, vai além, pois sua busca pelo Autoconhecimento e aprofundamento no conhecimento da Psicologia Transpessoal, a levou ainda mais a desejar e se comprometer em contribuir com o outro no seu processo de mudança interna. Ao passar por um longo e sofrido processo de depressão, ela fez as pazes com a sua dor e a transformou na sua maior força, seguindo em frente certa de que podia, e necessitava ajudar ainda mais as pessoas a transformarem suas vidas. A encontrarem dentro de si mesmas as respostas para os seus problemas, que na maioria, procuram fora, no outro. Por viverem de forma automática, desconectadas de si mesmas, inconscientes de seu verdadeiro potencial infinito. Tereza recebeu de seus pais uma educação com valores. Aprendeu desde cedo a ter empatia pelo outro, a respeitar as pessoas e as diversidades, as plantas, os animais. Ser solidária, compartilhar com o outro o seu melhor, em todos os âmbitos, trocar, ensinar, e aprender, gostar e ter respeito pelo conhecimento. Foi desperta por meio da vivência com seus pais e mais dez irmãos, e contação de histórias por sua mãe, e uma de suas irmãs mais velhas. Uma prática que marcou, sensibilizou, influenciou e contribuiu positivamente para uma formação mais humana e amplamente voltada ao crescimento do outro. A valorização e manutenção da vida, e do Planeta.  A qual ela busca levar adiante com determinação e comprometimento.
Para Tereza, a educação é a arma mais poderosa que um ser humano pode adquirir. Uma educação embasada pelo respeito, responsabilidade, solidariedade, compaixão e empatia, leva o sujeito a expandir consciência sobre si mesmo, o outro, e o Planeta. A ter uma maior percepção e compreensão dos acontecimentos dentro e fora de si. Pois, a falta de conhecimento sobre si próprio é talvez a principal causa do desassossego humano, do sofrimento, das prisões mentais, dos desencontros, de muitas hostilidades, desavenças, violências, guerras e infelicidades dentro de nós e no mundo.